Uma coisa importante que o cristão deve entender para ter uma vida abundante, é crer no amor de Deus por nós.

 

No livro de 1 joão 4:18 podemos ler:

 

No amor não existe medo; antes, o verdadeiro amor lança fora todo medo.

 

O pai nos ama com um amor que vai além do entendimento humano, ele não está interessado em nos punir, não podemos viver uma vida com medo de Deus, pois o medo pressupõe punição.

 

Uma das artimanhas que o diabo usa para atrapalhar os crentes é introduzir o medo em suas mentes. O medo é um espírito que não provém de Deus e quer tirar o nosso foco de cristo e colocando os nossos olhos nas circunstâncias, quando permitimos isso as coisas começam a desandar em nossa caminhada e planos. Foi o que aconteceu com pedro;

 

“senhor”, disse pedro, “se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas”.
“venha”, respondeu ele. Então pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de jesus.
Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: “senhor, salva-me! ”
imediatamente jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: “homem de pequena fé, porque você duvidou? ”

mateus 14:28-31

 

Certamente, jesus sempre estará pronto para nos estender a mão e nos salvar, porém, o seu desejo  é que continuemos crendo em sua palavra mesmo quando os problemas se levantarem como ondas gigantes tentando nos afogar. O medo sempre irá querer roubar nossos sonhos e será um obstáculo a ser removido de nossa frente para chegarmos até a recompensa.

 

Em 1 Samuel 17:1-11, o gigante filisteu desafiou o povo de Deus por 40 dias. Enquanto os guerreiros de israel olhavam para a estatura de golias, se encheram de medo. Todavia, Davi teve uma atitude diferente, pois creu no poder de Deus e enfrentou o gigante em nome do senhor dos exércitos, pois Davi confiava em Deus.

Após derrotar o gigante, Davi recebeu a recompensa que o rei prometera a quem vencesse o filisteu Golias.

 

Deus nos deu um espírito de poder e não de medo (2 tim. 1:7). Pense nisso.

 

Seja abençoado pela prática da palavra, um abraço.

Pr. Adjedeson Bernardo

 

 

Leave a comment

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *